Porque o único remédio da minha saudade é você. (Por Wilson França)

Toda história possui um começo, meio e fim. Esta por sua vez não segue esses padrões e está longe de encontrar o seu fim. Posso dizer que a experiência que estou aqui a retratar teve seu início conturbado, porém crucial para a formação do meu atual “eu”. 2014 foi um ano de muitas surpresas, pois lá estava eu no estágio que queria, tendo a vida que achava perfeita e recebendo a notícia de que tinha sido selecionado com uma bolsa de estudos para o exterior. Emoções a mil, uma mistura de felicidade, ansiedade e tristeza. Tristeza por já sentir a saudade da minha família, meus amigos mais próximos e de uma pessoa especial. É engraçado como o mundo dá voltas e nos ensina tanto. De relacionamentos à distância fadados ao fim a um relacionamento perfeito, cá estou eu tendo a possibilidade de escrever este artigo analisando minhas experiências e podendo compartilhar um poucos delas com vocês.

Dizem que nada é por acaso. Também falam que todos os desafios em nossas vidas são necessários para o nosso crescimento. Bem, apesar dos misticismos, sei que dentre todos os lugares que já tive a oportunidade de conhecer, aquele que fui enviado para realizar meus estudos no exterior é, sem dúvida, o principal responsável pela reconstrução de meus paradigmas. Quando me perguntam aonde estudei, sempre ignoram a cidadezinha cujo nome ninguém nunca ouviu falar e já focam na Califórnia, pensam em São Francisco, Los Angeles e San Diego. Entretanto, meus caros, aquela cidadezinha cujo nome ninguém nunca ouviu falar é quase uma utopia, um lugar sem preconceitos. Além de uma paisagem invejável, Arcata é uma cidade que revira seus conceitos de vida e te mostra que ser você mesmo é mais importante do que qualquer outra coisa. Claro que num paraíso deste, tive oportunidade de conhecer pessoas incríveis, algumas passam por nós nos ensinando algo momentâneo e logo se vão outras ficam em nossos corações.

No momento em que achei que tudo já estava perfeito, que só queria aproveitar meus amigos e na reta final do meu intercâmbio, lá estava eu sendo surpreendido novamente. Dia 20 de outubro de 2015, uma terça-feira, que começou como todas as outras, surpreendida por uma mensagem inesperada e um encontro inusitado. Para quem estava acostumado a conhecer pessoas em festas ou bares, encontrar alguém em sua universidade durante o dia foi um grande passo (e bem estranho). Afinal, tantas experiências ruins no passado com pessoas que em festas são totalmente diferente do que no dia-a-dia, onde boas conversas com a bebida se transformavam em um silêncio sóbrio constrangedor. Choque. Este foi o sentimento que tive durante nosso encontro, com conversas inteligentes e um carisma arrasador, eu encontrei naquele rapaz uma conexão tão forte e pura, algo que não achei que poderia encontrar daquela forma. Dizem que relacionamentos entre culturas diferentes são difíceis, porém ‘difícil’ nunca se aplicou a nós. Quanto mais nos conhecíamos, mais próximos ficávamos. Afinal, ele foi o único cara com quem eu aceitei de coração a trocar meu relacionamento sério com meu pote de nutella.

img_3175

Engraçado dizer que nosso relacionamento começou a distância, já que ele morava em uma cidade à 3h da minha. Logo, distância nunca foi um obstáculo para nós, pelo contrário, acredito que esta nos fez aproveitarmos o tempo um com o outro de forma mais intensa. Então imaginem essa equação: duas pessoas intensas que não colocam barreiras em seu relacionamento e decidem viver o momento sem restrições = açúcar, tempero e tudo que há de bom. Carinho, respeito, confiança, amizade e amor são as peças chaves do nosso relacionamento, que floresceu de uma forma rápida e maravilhosamente gostosa. Para muitos três horas já são muita coisa, para nós era algo que sempre valeu a pena ser cruzado. Hoje, aquelas 3h de carro não se comparam com as 18h de avião para nos vermos e mesmo assim nada nos impede de ver um ao outro.

É claro que a primeiro momento, um relacionamento à distância em diferentes países nos deu aquela sensação de um frio na barriga. Mas não foi nada como aquela montanha russa, onde o medo pelo desconhecido nos afeta e a satisfação de completar o trajeto ao final do percurso nos enche de felicidade. Não posso dizer que nada mudou entre nós, pois estaria mentindo. Nosso relacionamento se fortificou e vêm crescendo em formas que acreditávamos que já era perfeito.

Já ouvi muito de meus amigos e amigas relatarem que não podem sair para certos lugares ou se afastam de todos por estarem em um relacionamento. Pessoalmente, acho essa situação triste, pois confiança é a peça chave para qualquer relação, principalmente à distância. Não se prive ao mundo.  Afinal, um casal não se limita, ele se enriquece.

A conversa é crucial. Muitos casais se veem apreensivos quando uma das pessoas quer conversar sobre o relacionamento. Eu mesmo já tive esse sentimento em outras relações, porém venho aqui compartilhar que a oportunidade de ser vulnerável e expressar seus sentimentos e pensamentos mais profundos com alguém que vai te ouvir e não vai te julgar é de longe a sensação mais satisfatória que você vai sentir na sua vida. Um relacionamento nada mais é do que uma parceria entre melhores amigos dispostos a dar o seu melhor e sempre procurar entender um ao outro.

Hoje num relacionamento à distância (até o final da minha graduação), vivo uma vida sem restrições. Sou grato pela oportunidade de ter cruzado com alguém que tenho orgulho de segurar a mão e caminhar lado a lado.

Autor: Wilson França

Anúncios

Um comentário em “Porque o único remédio da minha saudade é você. (Por Wilson França)

  1. Annanda disse:

    Incrível! Quando é pra valer não tem distância que atrapalhe ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s